Início»ICOs e Investimentos»Apple e a Blockchain: Veremos Finalmente elas Juntas?

Apple e a Blockchain: Veremos Finalmente elas Juntas?

1
Compartilhamentos
Pinterest Google+

Um documento de patente sugere que a Apple pode estar testando um futuro com a Blockchain.

Anúncio

Em uma esquina, temos a Apple, a maior empresa de capital aberto nos EUA com base no limite de mercado e um negócio que provavelmente não precisa de introdução. Em seus resultados operacionais trimestrais mais recentes, gerou US$ 88,3 bilhões em vendas, vendeu 77,3 milhões de iPhones a um preço médio de US$ 796, totalizou 240 milhões de assinaturas pagas através da App Store e encerrou o trimestre com “apenas” US$ 285 bilhões em dinheiro, dos quais US$ 269 bilhões são realizados em mercados estrangeiros. É de fato um mamute tecnológico.

Na outra esquina, temos a tecnologia blockchain, que é promovida como o melhor inovação para indústrias que vão desde serviços financeiros até varejo e tecnologia. A Blockchain é descrita como o livro-razão digital, distribuído e descentralizado que é responsável pela transparência e a imutabilidade de seus dados, registrando todas as transações sem a necessidade de um intermediário financeiro, que geralmente é um banco.

Inicialmente, quando o bitcoin surgiu em 2009, o zumbido sobre o blockchain girava em torno de seus usos para o setor de serviços financeiros. Acreditava-se que seria um meio para melhorar o processo de pagamento pessoa-para-pessoa, reduzindo as taxas de transação como resultado de cortar o intermediário (bancos) e acelerando dramaticamente o processo de validação e liquidação dos pagamentos em relação ao sistema bancário atual. Mas há muito mais para a blockchain do que isso.

A Blockchain também está sendo examinado como um meio para controlar de forma mais eficaz as cadeias de suprimentos, bem como rapidamente localizar ineficiências dentro das operações de logística. Além disso, ele pode ser usado para fazer registros médicos imutavelmente, criar IDs digitais e atuar como uma plataforma de recompensas de fidelidade para varejistas, para citar alguns de seus projetos não monetários.

Agora, a empresa mais valiosa do mundo e o conceito mais atraente do universo empresarial podem unir forças.

Apple e Blockchain? Sim, isso pode acontecer!

De volta a 7 de dezembro de 2017, tornou-se informação pública que a Apple havia apresentado um pedido de patente ao Escritório de Marcas e Patentes dos EUA para um sistema de verificação de tempo altamente preciso(timestamp) que potencialmente incorporaria o uso da blockchain. Tenha em mente que os pedidos de patente geralmente são divulgados 18 meses depois de terem sido arquivados, o que significa que a Apple provavelmente estava mexendo com a ideia de um sistema de verificação de tempo baseado em blockchain há dois anos, se não mais.

Leia Também:  Crypto Invest Summit será a maior conferência de Criptomoedas no Ocidente

Devido ao consenso distribuído, a tentativa de alteração da blockchain por um computador malicioso será frustrada por outros computadores que sustentam a rede.

Entendendo que a blockchain é uma espécie de livro aberto para todos e que todos podem agregar dados a esse livro, fica confuso entender como a mesma pode ser segura. Mas então, com a ideia que, apenas os dados que toda a rede julgar ser válido é que poderão ser agregados a esse livro, você consegue compreender que uma única pessoa nunca irá conseguir modificar qualquer dado da blockchain.

Imagine que esse livro é monitorado 24h por dia 7 dias na semana. Você pode olhar e analisar tudo o que ele possui, mas não poderá modificar absolutamente nada, sem que todos os demais membros que estão o monitorando consentir.

Claro que esse conceito é muito supérfluo. A Blockchain vai muito além disso, com muito mais conceito matemático e computacional envolvido. Mas para entender como a base do sistma funciona, essa explicação é suficiente.

A Apple com certeza deve ter uma infinidades de utilidades para a tecnologia. Desde formas de facilitar o uso de dados até o aprimoramento do nível de segurança. Tudo pode ser melhorado e as empresas estão realmente se empenhando para tirar o máximo dessa invenção.

Recentemente noticiamos que o Carrefour, maior loja francesa do mundo, está preparando um sistema de monitoramento de produtos baseado também na blockchain. Além dela, empresas como a Volkswagen e o Alibaba já estão criando seus sistemas. Agora é uma questão de tempo para que tudo se torne blockchain.

O que acham de grandes empresas da tecnologia unindo forças com Blockchain? Deixe sua opinião nos comentários abaixo.

Siga-nos nas redes sociais
Canal no Telegram Siga-nos no Facebook Acompanhe nosso Twitter Siga-nos no Instaram
Artigo anterior

Companhia aérea da Malásia irá lançar ICO para pontos de fidelidade

Próximo artigo

Só Faltava Essa: Foto de Scarlett Johansson usada para mineração de criptomoedas

Nenhum Comentário

Deixe um comentário

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.