Banco suíço fornecerá custódia e negociação de Criptomoedas

O Basler Kantonalbank, um banco cantonal suíço com 27,305 bilhões de francos suíços (US$ 29.622 bilhões) em ativos sob gestão, oferecerá negociação e custódia de criptomoedas a partir de 2021 por meio de sua subsidiária do Bank Cler.

O plano foi revelado pela porta-voz do Bank Cler, Natalie Waltmann, ao jornal suíço NZZ am Sonntag e depois divulgado pelo site de notícias financeiras suíço finews.ch.

O primeiro banco cantonal adota criptomoeda

Surpreendentemente, o Basler Kantonalbank deve ser o primeiro dos 24 bancos estatais da Suíça a se aventurar em criptomoeda.

Waltmann diz que Cler conseguiu o ex-CEO da Tokensuisse Alain Kunz para liderar a ala de ativos digitais.

O lançamento iminente de serviços de criptomoeda é uma resposta direta à crescente demanda pela classe de ativos incipiente entre os clientes mais jovens de Cler.

No final de maio, o Maerki Baumann, um banco privado com sede em Zurique, começou a oferecer serviços de criptomoeda semelhantes para o Bitcoin e algumas das principais altcoins após obter a aprovação do FINMA. O banco começou a se interessar por blockchain e cripto ativos no início de 2019.

Em janeiro de 2020, o Julius Baer Group, uma das instituições bancárias mais antigas da Suíça, também lançou sua oferta de negociação e custódia de criptomoedas.

Banco suíço fornecerá custódia e negociação de Criptomoedas
Banco suíço fornecerá custódia e negociação de Criptomoedas.

Além da Suíça

A Suíça amiga da criptomoeda não é o único país em que os bancos estão abrindo suas portas para ativos digitais. Os bancos alemães foram autorizados a gerenciar Bitcoin e altcoins em novembro de 2019.

Todos os bancos licenciados dos EUA agora também podem deter criptomoedas após a decisão decisiva tomada pelo Gabinete do Controlador da Moeda (OCC) que foi tornado público em 23 de julho.

Traduzido e adaptado de: u.today

Compartilhe este post

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *