China prende mais de 1.100 suspeitos de lavagem de dinheiro com criptomoedas

China prende mais de 1.100 suspeitos de lavagem de dinheiro com criptomoedas

A polícia na China prendeu mais de 1.100 pessoas suspeitas de usar criptomoedas para lavar receitas ilegais de fraudes por telefone e internet em uma repressão recente, disse o Ministério da Segurança Pública.

As prisões ocorreram no momento em que as autoridades chinesas intensificam sua repressão ao comércio de criptomoedas. No mês passado, três órgãos da indústria baniram serviços financeiros e de pagamento relacionados à criptomoedas, e o Conselho de Estado, o gabinete da China, prometeu reprimir a mineração e o comércio de bitcoins.

O ministério da segurança pública disse que na tarde de quarta-feira a polícia prendeu mais de 170 grupos criminosos envolvidos no uso de criptomoedas para lavagem de dinheiro.

Os lavadores de dinheiro cobraram de seus clientes criminosos uma comissão de 1,5% a 5% para converter receitas ilegais em moedas virtuais por meio de criptomoedas, disse o ministério por meio de sua conta oficial no WeChat.

A Associação de Pagamento e Compensação da China disse na quarta-feira que o número de crimes envolvendo o uso de moedas virtuais está aumentando.

Como as criptomoedas são anônimas, convenientes e de natureza global, “elas se tornaram cada vez mais um canal importante para a lavagem de dinheiro internacional”, disse a associação em um comunicado.

As criptomoedas já se tornaram um meio popular de pagamento em atividades ilegais de jogos de azar. Quase 13 por cento dos sites de jogos de azar apóiam o uso de moedas virtuais, e a tecnologia blockchain tornou mais difícil para as autoridades rastrear o dinheiro, de acordo com a associação.

Traduzido e adaptado de: news.cgtn.com

Compartilhe este post

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *