Série: As principais Criptomoedas do Mundo – Siacoin

Você se lembra da antiga campanha de marketing da Apple, quando o iPhone estava sendo lançado e a loja de aplicativos estava em pleno andamento? O jargão usado era “Há um aplicativo para isso” Bem, a blockchain levou o mundo para um passeio com seu próprio aumento de popularidade, e como casos de uso e adoção são abundantes, um mantra semelhante pode soar verdadeiro: há uma criptomoeda para isso.

De fato, parece que as equipes de desenvolvimento estão empurrando criptomoedas para qualquer indústria existente que possa ter um caso de uso para blockchain. Já abordamos alguns desses projetos com serviços reais de trabalho, será que esse é o caso da Siacoin? Descobriremos!

Hoje, vamos dar uma olhada na Siacoin(Sia). A Sia fornece uma opção de armazenamento em nuvem descentralizada que concorre com empresas centralizadas antigas do mercado, como DropBox, Google, Amazon, Apple e Microsoft. Usando o Sia, qualquer pessoa pode hospedar ou acessar o armazenamento criptografado por meio da plataforma, e todos os contratos, provas de armazenamento e transações são verificáveis ​​usando o livro contábil público do blockchain.

Como a Siacoin funciona?

Em um nível fundamental, Sia tira o armazenamento em nuvem das mãos de provedores monolíticos e o coloca de volta nas mãos dos indivíduos. Isso oferece aos usuários um ecossistema de armazenamento peer-to-peer que permite a qualquer pessoa alugar ou aproveitar o espaço livre no disco rígido.

Todos os serviços na rede são pagos por Siacoin e todas as transações no ecossistema Sia são garantidas através de contratos de arquivamento e provas de armazenamento.

Ecossistema de armazenamento

A plataforma da Sia consiste em provedores (hosts) e clientes (usuários). Através da plataforma, os usuários reservam espaço de armazenamento dos hosts e os hosts são compensados ​​por seus serviços no Siacoin.

O ecossistema fornecerá opções de armazenamento flexíveis e será amplamente orientado pelo mercado livre. Os provedores podem definir seus próprios preços, anunciar seu nível de confiabilidade e estabelecer padrões de penalidades caso ocorram problemas no armazenamento ou perda de arquivos. Além disso, eles podem optar por negar o armazenamento de um cliente se ficarem desconfortáveis ​​com a natureza dos dados desse cliente (por exemplo, materiais sensíveis, ilegais ou eticamente questionáveis).

Os cloudClients também possuem uma série de proteções para proteger seus próprios interesses. Eles têm a opção de dividir cópias de seus dados entre vários provedores para garantir a segurança e a capacidade de recuperação de arquivos. Por exemplo, se um provedor perdesse o arquivo de um cliente ou simplesmente se recusasse a liberá-lo, o cliente poderia recuperar seus arquivos do armazenamento de outro provedor. Ambas as partes também podem concordar com as penalidades contratuais que um fornecedor incorrerá se ele não fornecer comprovação de armazenamento ou reter os dados de um cliente.Os clientes têm a opção de recompensar os provedores com incentivos de uptime além das taxas adicionais de armazenamento. Com esses pagamentos, os clientes incentivam os provedores a ficarem mais atentos às suas necessidades, incluindo uploads de documentos mais rápidos, manutenção aprimorada para processar solicitações, etc.

Contratos de arquivos

Quando um cliente e um provedor desejam realizar negócios, eles concordam em elaborar um contrato de arquivo. Enquanto todos os dados são armazenados nos discos rígidos de um provedor, os contratos para esses acordos são armazenados na blockchain da Sia.

Esses contratos de arquivo definem os termos de um contrato de armazenamento e garantem que ambas as partes conduzam seus negócios de acordo. Como o contrato é armazenado no livro-diário de blockchain, o acordo original é verificável e imutável, uma vez que tenha sido submetido à rede.

À medida que fomos acima, os termos contratuais são flexíveis com base na circunstância. Se um cliente está disposto a sacrificar a confiabilidade pela acessibilidade, ele está dentro do seu direito. E se um provedor quiser cobrar mais pelo armazenamento em massa de dados, e o cliente concordar com os termos do contrato, que assim seja. Os usuários na plataforma devem governar suas próprias escolhas de provedores com base na reputação e nos requisitos de armazenamento de um host e, da mesma forma, um provedor deve julgar se pode ou não acomodar um cliente com base nas necessidades e demandas desse cliente.

Ainda assim, os contratos de arquivos adicionam uma camada de segurança muito necessária à rede. Eles definem a duração de um contrato, com que frequência um fornecedor deve enviar provas de saídas de armazenamento para a rede e um pagamento acordado.

Quando você cria um contrato como cliente, você faz o upload de um saldo da Siacoin no contrato para pagamentos futuros. Assim, sempre que você carregar um documento para armazenamento, parte do dinheiro desse saldo é transferido para o host. Se você não usar todo o saldo e os termos de um contrato, as moedas restantes serão devolvidas à sua carteira.

Prova de Armazenamento

A Sia implementa a prova de armazenamento para proteger os clientes de provedores fraudulentos ou mal-intencionados. Para receber o pagamento, um provedor deve apresentar um certo número de provas para a rede dentro dos prazos especificados pelos termos do contrato de arquivo.

Se um fornecedor não fornecer prova de armazenamento dentro da janela fornecida, o pagamento adequado é enviado para um endereço de prova omitida até que a prova seja enviada, e o provedor pode ser penalizado ainda mais por sua negligência. Além disso, se um provedor perder muitos comprovantes de mandados de armazenamento, o contrato poderá terminar totalmente.

Quando, no entanto, um provedor fornece com sucesso a prova de armazenamento, o contrato concede o pagamento a um endereço de prova válido. Uma série de condições de gasto deve ser atendida antes que um provedor possa acessar essas moedas, incluindo assinaturas de rede e bloqueios de tempo.

Por que Sia?

A plataforma da Sia oferece vários benefícios em comparação aos serviços tradicionais de armazenamento em nuvem.

Privacidade: todos os dados processados ​​na rede da Sia são criptografados. A menos que um provedor tenha a chave privada dos dados, eles não poderão acessar os arquivos armazenados, o que significa que você está sempre com total propriedade/controle de todos os materiais comprometidos com o armazenamento por meio da plataforma da Sia. Nos modelos tradicionais, as empresas que hospedam o armazenamento em nuvem têm acesso completo a todos os dados que você abandonar em seus servidores.

Acessibilidade: A Siacoin oferece opções de preços flexíveis e voltadas para o mercado para seus usuários. Não existe uma opção única para todos os clientes escolherem. Por exemplo, 1 TB de armazenamento de dados usando o Sia pode custar apenas US $ 2 por mês, comparado aos serviços da Amazon que custam US$ 23 por mês.

Segurança: Novamente, todos os dados no Sia são criptografados e processados ​​através de uma rede descentralizada, mantendo o material do usuário protegido das vulnerabilidades de um sistema centralizado. Além disso, o Sia oferece armazenamento redundante. Ao dividir documentos carregados entre vários provedores, o Sia protege os dados do cliente de um único ponto de falha.

Preço, Onde Comprar e Como Armazenar

Atualmente, a Siacoin está cotada por US$0,010360 ou 0,00000169 BTC segundo dados do CoinMarketCap.

Você pode comprar Siacoin em pares de negociação BTC ou ETH da Upbit, Bittrex, Poloniex e Binance. A primeira movimenta a maior parte das Siacoins negociados do mercado com 47%, enquanto que a Bitttrex representa um humilde 10,26%.

A partir de agora, a única opção de armazenamento para Siacoin vem na forma de sua carteira oficial. Você pode encontrar um download para suas carteiras de software Linux, Windows e Apple de 64 bits no site da Sia.

Roteiro e o que está por vir

No curto prazo, a equipe da Sia está buscando melhorar imediatamente os serviços na rede Sia. Isso inclui: encurtar os tempos de processamento de contratos de 60 minutos a 5 minutos, recuperação de arquivos usando wallet seeds, compartilhamento de arquivos entre usuários Sia, downloads parciais/fragmentários, melhorias gerais de UI/UX e correções de bugs.

No médio-longo prazo, eles querem: implementar streaming de vídeo, permitir que os usuários façam listas negras/whitelistas, escalar o serviço para suportar arquivos maiores que 10 TB de uma só vez, adicionar um limitador de largura de banda, permitir que usuários arquivem compartilhamentos com plataformas fora do Sia, e implementar suporte ao cliente móvel.

Conclusão

A Siacoin é um projeto refrescante em um espaço repleto de promessas, pre-vendas e produtos não comprovados. A equipe da Sia na verdade tem um produto que você pode acessar hoje, e embora ainda haja espaço para melhorias, como sugere o roteiro, o serviço ainda está ativo e funcionando.

Além disso, a Sia oferece uma opção de armazenamento mais flexível para seus usuários em comparação com outros provedores de armazenamento em nuvem. Seu ecossistema peer-to-peer está diretamente alinhado com a natureza descentralizada e libertadora da tecnologia blockchain. O fim do projeto “é tornar-se a camada de armazenamento da Internet descentralizada, garantindo privacidade e redundância por meio da descentralização e substituindo totalmente os provedores de armazenamento em nuvem existentes”.

Assim, à medida que a Sia e a blockchain amadurecem até 2018, veremos se ela pode eliminar o intermediário e atingir sua meta de longo prazo como o novo padrão do setor para armazenamento em nuvem.

Lembre-se, o 99cripto não recomenda a compra de nenhuma criptomoeda sem os devidos estudos sobre a mesma. Apenas expomos os pontos que mais chamam atenção nas ideologias dos projetos. Não nos responsabilizamos por qualquer tipo de investimento feito por nossos leitos, tão pouco endossamos a compra de qualquer ativo digital como criptomoedas ou tokens de ICOs.

Quer conhecer um pouco mais de outras criptomoedas? Aqui está nossa lista com os capítulos publicados da nossa série sobre as principais criptomoedas do mundo:

Deixe um comentário